História da América Latina

1818

Acampamento de Colônia

 

A GUERRA DOS DE BAIXO    

 

Já é só povo despido, a tropa de Artigas. Os que não têm outra propriedade senão o cavalo, e os negros, e os índios, sabem que nessa guerra se joga o seu destino. Dos campos e rios, avançam a lança e punhal, montados em cavalos, rumo ao bem armado e numeroso exército do Brasil; e em seguida se desvanecem como bandos de pássaros.

 

Enquanto tocam a degola os clarins na terra invadida, o governo de Buenos Aires difunde propaganda dirigida aos que têm bens a perder. Um folheto assinado por um “Amigo da Ordem” chama Artigas de gênio maléfico, apóstolo da mentira, lobo devorador, açoite da pátria, novo Átila, opróbrio do século e afronta do gênero humano.

Alguém leva esses papéis ao acampamento. Artigas não desvia os olhos da fogueira:

– Minha gente não sabe ler.  

 

                           EDUARDO GALEANO – autor de O teatro do bem e do mal      

 

 

Sobre Glauber Gularte Lima

Vereador, professor, candidato a prefeito do município de Santana do Livramento / RS / Brasil.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s